Geral - 17/03/17 00h00

Sindicato aponta que mais de 200 mil correspondências estão paradas

Sintect deve enviar documento ao Ministério Público e à Câmara de Vereadores na busca de apoio para abertura de concurso público

Alvo constante de reclamações da comunidade, o atraso na entrega de correspondências dos Correios pode ser explicado pelo baixo efetivo da categoria em Passo Fundo. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telegrafos (Sintect), atualmente são aproximadamente 50 funcionários para atender a demanda diária de 30 mil cartas. O número, de acordo com o sindicato, deveria ser de, pelo menos, 100 carteiros em atividade. O reflexo do déficit de servidores é o atraso no recebimento de boletos de pagamento de contas, um dos principais pontos de revolta da população.

De acordo Sintect, nas duas unidades de entrega dos Correios em Passo Fundo são encontradas mais de 200 mil correspondências acumuladas atualmente. Segundo o presidente do sindicato, Josemar Lara, em algumas localidades no município, o atraso é de aproximadamente um mês. "O nosso ritmo é de mais ou menos 30 mil cartas por dia. Com esse quantitativo, a gente tem serviço para nove ou dez dias. Só que para tudo isso ser entregue, não poderia chegar mais nada, o que é impossível", reitera.

Com um número expressivo de correspondências paradas e com poucos colegas para distribuir as cartas, o Sindicato insiste com a empresa para a abertura de um concurso público, para que aumente o quadro de funcionários e o serviço possa ser estabilizado. No entando, segundo Lara, a empresa não abre conversa para a solicitação. Sem respostas positivas, o Sintect busca o apoio do poder público para conseguir a contratação de funcionários nos Correios de Passo Fundo. "O sindicato vem brigando para que se faça um concurso público. Com a implantação de novas ferramentas da empresa, nós [carteiros] temos que fazer duas áreas em ritmo alternado, geralmente com 200% de carga. Por isso existe esse mal para a sociedade das correspondências não chegarem em dia", revela. Até esta sexta-feira (17), o Sintect formaliza um documento que será enviado para o Ministério Público e a Câmara de Vereadores, no qual solicita apoio na reivindicação.

Um gerente de um estabelecimento comercial de Passo Fundo, que prefere não se identificar, relata que o problema nos Correios envolve, também, o comércio da cidade. Segundo ele, em diversos casos, clientes que não efetuam o pagamento de parcelas de compra e atrasam o débito por dez ou 15 dias, recebem uma correspondência para acertar o valor a ser quitado. No entanto, com o atraso das correspondências, muitas vezes os consumidores efetuam o pagamento, mas acabam recebendo atrasada a cobrança. "Isso acontece semanalmente. A correspondência sai dos Correios e demora até chegar ao cliente. Nesse período, ele já pode ter pago a parcela. Eles se irritam porque pagam e recebem a carta de cobrança dias depois. Alguns reclamam para nós, que relatamos o motivo do problema. Uns entendem, outros não", revela.

O que diz os Correios

Os Correios esclarecem que não há objetos postais parados nos Centros de Distribuição Domiciliária (CDDs) de Passo Fundo. O que está acontecendo, nas últimas semanas, é a chegada de volume extra de correspondências às unidades. Esses objetos estão passando pelos processos de tratamento e triagem para serem entregues.

Para adequar a atual demanda de trabalho à capacidade operacional das unidades, os dois CDDs da cidade passam por um processo de reestruturação, a partir da otimização dos processos produtivos. Além disso, a Empresa está promovendo mutirões aos finais de semana, realizando horas extras e contratando mão de obra temporária.

Para o registro de reclamações ou sugestões, a empresa disponibiliza o "Fale com os Correios", no site www.correios.com.br, ou a Central de Atendimento aos Clientes dos Correios (CAC), pelo telefone 0800-725-0100 (de segunda à sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 14h). É importante que a população utilize esses canais para fazer o registro formal das reclamações e para resolver possíveis dúvidas.

Compartilhar

Audio

Comentários

Ouça no celular

Locutores